Percepção e Atenção

Captura%20de%20ecr%C3%A3%202020-10-26%2C

#DEFINIÇÕES ACADÉMICAS

Lei de Weber-Fechner:

 

Descreve a relação entre a  magnitude física de um estímulo e a intensidade do estímulo que é percebida.

 

Pode ser enunciada do seguinte modo: "A RESPOSTA A QUALQUER ESTÍMULO É PROPORCIONAL AO LOGARITMO DA INTENSIDADE DO ESTÍMULO".

Esta lei aplica-se aos cinco sentidos, mas é mais bem entendida quando se refere a Luz e a Som.

Captura de ecrã 2020-10-26, às 11.20.06.

#DEFINIÇÕES ACADÉMICAS

Modos de Processar a Informação:

- ANALÍTICA: Requer Atenção, mais lógica. Normalmente relacionada a um estado de espírito mais focado, menos eufórico, mais contido e cuidadoso.

- HEURÍSTICA: Mais rápida a ser processada, por ser mais intuitiva. Normalmente relacionada a um estado de espírito menos focado, mais eufórico, menos contido e cuidadoso.

NOTA:  Em alguns estudos é verificável que as pessoas sintonizam o mood - estado de espíríto - de acordo com a tarefa que têm (Quelhas, 2020)

#DEFINIÇÕES ACADÉMICAS

Processamento Ativo de Informação:

O processamento de informação é mais do que a condução de informação para os vários tipos de memória. Envolve um processamento conceptual, o processo de formação de conceitos (Ausubel, Novak) que passa pela identificação das características dos estímulos e sua posterior organização atribuindo-lhes um significado codificado.

A tomada de decisão é determinada em fração de segundos e para tal, a faculdade de percepção, segundo Lévy (2004), ou reconhecimento de formas, dá-se com grande rapidez, no

qual o sistema cognitivo se estabiliza e é possível o reconhecimento imediato de uma situação

ou objeto e encontrar a solução.

 

Maturana (2002, p. 71) quando fala sobre percepção, diz que

esta consiste em “uma regularidade de conduta exibida pelo organismo em seu operar, em correspondência estrutural com o meio, e que o observador aponta como se distinguisse um

objeto, ao associá-lo à circunstância ambiental que a desencadeou”.

Para Varela e Barbosa (2007, p. 118), o processo de tomada de decisão e busca de solução está relacionado com a ação de pensar, no qual dizem que “se está pensando quando se realizam múltiplos processos que tendem a relacionar ou combinar idéias, conceitos,sentimentos, situações, fatos, etc,  com vista a uma tomada de decisão ou busca de uma

solução”.

Pode-se dizer que uma informação armazenada estará ligada a uma experiência consciente que representará um aspecto desta informação. Assim, uma informação absorvida e tratada representará um conhecimento que será utilizado como base para outra ação.

#UM POUCO DE HISTÓRIA

Modelo proposto pelos teóricos cognitivistas inspirados no funcionamento do computador e no trabalho do neo-behaviorista Tolman. A Psicologia Cognitiva, assim, mais do que observar apenas o Comportamento, também se interessaria por compreender o que  não é diretamente observável - o processamento de informação, por meio do estudo dos processos cognitivos.

SENSAÇÃO E PERCEPÇÃO:

"A função pedagógica da percepção pode ser definida como um conjunto de mecanismos de codificação e coordenação dos diferentes tipos de sensações elementares, buscando atribuir um significado. A percepção integra várias sensações relacionadas aos sentidos do ser humano, sendo ligados ao percept, que é uma espécie de mapa mental que permite ao indivíduo reconhecer determinado objeto, de acordo com sua percepção. Então, é possível dizer que a percepção é um conjunto de sensações organizadas pela mente, que são captadas do meio através dos sentidos. Entretanto, esta percepção está relacionada com a forma de compreensão do ambiente pelo individuo, pois as sensações adquirem determinada forma na mente do homem. Utilizando a metáfora de Platão, podemos dizer que a imagem que é projetada na caverna da mente, depende de uma série de fatores com que o indivíduo está ou não familiarizado. Pois dependendo de como tem a visão do mundo, seus conhecimentos ou sobre o que se procura, as imagens se moldarão às expectativas intrínsecas de sua mente."

Edson Rosa Gomes da Silva; et al. (2011). PROCESSAMENTO COGNITIVO DA INFORMAÇÃO PARA TOMADA DE DECISÃO.

Captura%20de%20ecr%C3%A3%202020-10-26%2C

Referências:

 

Sprinthall, N. e Sprinthall, R. (1993). Psicologia educacional. Lisboa. McGraw-Hill, Cap. 11.

 

Pessoa, João (2011). Perspectivas em Gestão & Conhecimento, v. 1, n. 1, p. 25-39

 

Edson Rosa Gomes da Silva; et al. (2011).  Processamento Cognitivo da Informação para tomada de decisão.

Captura de ecrã 2020-10-26, às 12.15.43.